Caos e saques a supermercados proliferam na Venezuela socialista

Acima: População saqueando um supermercado em Mendoza, Venezuela.

 

A Venezuela, país socialista do ditador Maduro, mais uma vez envergonha a comunidade das nações pelos péssimos acontecimentos que nos dão a certeza que o comunismo não é o caminho a ser enveredado pelos povos do mundo, pois o resultado quase sempre é o que estamos assistindo naquela nação platina, onde, sem ter condições de comprar os mais básicos víveres o povo saqueia os supermercados em busca de comida.

Povo saqueando o Carrefour de Comodoro Rivadavia, Venezuela

 

Que tal situação dantesca sirva de exemplo para o Brasil, do mal que um governo bolchevista pode fazer ao país, mostrando a todos que o caminho a ser seguido é o do neoliberalismo  argentino praticado pelo grande presidente Macri, este sim homem de bem, olhos azuis, legítimo representante de los hombres buenos, que com as privatizações e o estado mínimo está fazendo a Argentina prosperar e ir cada vez melhor.

Saques em Mar del Plata, Venezuela

Aprendam brasileiros!

8 comments for “Caos e saques a supermercados proliferam na Venezuela socialista

  1. revenger
    7 de setembro de 2018 at 9:42

    Pelo direito de todo cidadão de bom e de benz, de portar uma faca legalizada pra se defender dos maus!

  2. Má Rina de G. Sus dos Galos
    6 de setembro de 2018 at 1:40

    Temer confirma em vídeo que Alckmin é um de seus 50 tons.
    Safadinhos!
    Brincando de pegar na lenha em plena sala para ver quem vai levar um tronco maior em Outubro!
    Agora qual deles é o Doutor Trivotril, o que cura insônia 3x mais rápido?

  3. Dr. Cantareira C.K.
    6 de setembro de 2018 at 0:25

    Está na hora de enviarmos os grandes diplomatas Mineirinho e Aluísio 500 mil para Buenos Aires, capital da Venezuela. Os poucos homens de benz e suas propriedades desses melifistotélicos comunistas precisam de proteção especial.

    E que o lulodilmo ditador da Venezuela caia de Maduro …

    • • •

    Me preocupa deveras o que estará se passando com a belíssima cidade da amazônia venezuelana Ushuaia.

  4. Rever O. Freven
    6 de setembro de 2018 at 0:13

    On the Falklands is alright !

  5. José Vicente de Magalhães
    5 de setembro de 2018 at 18:04

    Grande Geógrafo Professor Hariovaldo. Eu juro pelos sapatinhos de S. Serapião que já sabia que isto ia acontecer. O Macri Maduro iria fatalmente levar a terrinha dele à falência. Mas gostava de ver a cara do dono do El Clarim de Caracas. Deve estar tristinho coitado, ele que tanto lutou em favor do anterior governo, tanto avisou para os portenhos de Caracas não votarem neste rapazola…. Mas votaram, e agora ele diz: eu não avisei; se me tivessem escutado estariam agora como o Brasil; sem desemprego, sem violência e um presidente com 85% de aprovação popular segundo o Data Prado. Agora morreu Maria Preá.

  6. Heidi Maria
    5 de setembro de 2018 at 15:23

    Mestre,

    Muito boa esta nova adivinhação sua. O caos atual dos argentinos macrianos será o futuro da terra Brasílis entogada e bolsonada.
    Um dólar vale 40 pesos e agora nem batendo urinol se verá a luz do sol.

  7. Ramsés
    5 de setembro de 2018 at 14:35

    Esse recém reeleito ditador Maduro está levando a Venezuela ao caos!
    Não se trata de um democrata popular e homenageado pelas urnas e pelo povo como o amado lider Doutor Temer, e seus amigos sumidos, o queridíssimo Quadrilha e o gato da Odebrecht, o Angorá, aquele que entra no cio toda vez que escuta a palavra dinheiro.
    Tão pouco o terrivel ditador Maduro, que se encastelou no poder indevidamente pelas urnas, tem a verve de estadista de um Doutor Macri, excelente administrador e grande filho da pátria da nação Argentina, nacionalista de quatro costados que pôs um fim a gastança estatal de La Kischner, a phêmea phatal rubroplatina, que tanta desgraça causou ao país irmão, quase os igualando aos males que o Cramunhão nos legou, aqui em Brazil Rico.

  8. Phidellis Borja
    5 de setembro de 2018 at 11:04

    Don’t cry for me Argentina, diria Nicolás.

Deixe uma resposta para Heidi Maria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.