Jovem empreendedora dá exemplo e abre negócio próprio

Num país de jovens indolentes e preguiçosos, que vivem à custa do estado, recebendo bolsa-família, ProUni, Fies, e outras esmolas dadas pelo governo para ficarem na mais absoluta indigência e ociosidade, uma jovem donzela, munida somente de senso empresarial e da vontade de produzir, deu o exemplo para os milhões de brasileiros, que se negam a abrirem seus próprios negócios para serem sustentados pelos pais e pelo país.

Foi num tradicional almoço de domingo que Isabela, em meio ao caviar e ao foie-gras,  resolveu a criar sua própria marca de cosméticos veganos. No mesmo ano, com um pequeno empréstimo de R$ 300.000,00 do pai e do avô (hum Aloyso), ela abriu a do zero sua empresa, que hoje é sucesso mundial, dando provas de competência, brilhantismo e sagacidade, mostrando a direção aos demais jovens brasileiros, que não sabem aproveitar as oportunidades e não investem no próprio futuro.
Se cada jovem fizessem o mesmo esta seria a maior nação capitalista do planeta e com certeza lideraríamos o mundo livre, mas infelizmente os brasileiros perdem tempo com a vida nas favelas, no subemprego ou nos cursos de formação marxistas nas universidades, sendo praticamente improdutivos, constituindo um fardo para a nação carregar, ao invés de seguirem este belo exemplo e empreenderem para se tornarem alguém na vida. Uma lástima!

72 comments for “Jovem empreendedora dá exemplo e abre negócio próprio

  1. 7 de agosto de 2018 at 8:28

    Bom dia.
    Desde há muito, o Sítio do Magister Hari, O Valdo, é reduto do que há de mais abnegado, gentil e prestativo dentre os seus vistantes e comentaristas contumazes. Quando a filha do então Intendedor da Província de São Vicente quis dar a bolsa (atenção! Não confundir com a tal de Bolsa Família, destinada, sabe-se, a ser moeda (literalmente!) de troca por aguardente para a patuleia), todos os varões do sítio se prontificaram a receber tal acessório, mesmo sendo gente grã-fina, de elite, afinal, somos empreendedores mas também quatrocentões; agora vêm também tais gajos se prontificar a ajudar a moça a abrir o negócio, mesmo sem saber se ela é ou não de Família Goes [Tosa]!
    Ah, como é bela a solidariedade coscigna. Um potosi.
    Saudações “Lula, Exemplo de Mobilidade Social; #LulaLivre, digo, deos nos livre”.

  2. Torquemada Democrático
    6 de agosto de 2018 at 20:54

    Para abrir seu próprio negócio ela nem precisa de tanto dinheiro assim. Basta me dar R$ 50,00 que eu abro o negócio dela.

    • 7 de agosto de 2018 at 8:27

      Bom dia.
      Eu abro digras. Essas pessoas em processo de StartUp, mesmo que com 300K, precisam de incentivo. Não cobrarei taxa de p. r. n.

      Saudações “Lula, Exemplo de Mobilidade Social; #LulaLivre, digo, deos nos livre”.

  3. maria josé dozza subtil
    4 de agosto de 2018 at 11:58

    Surpreendentemente as pessoas não. Conseguem entender sátira e ironia. Sinal dos tempos. Tem que continuar profe. Educação também é isso kkkkmk

  4. João Adória
    25 de julho de 2018 at 13:46

    Mestre Prado,

    Após muito refletir sobre esta matéria, eu cheguei à conclusão de que o Senhor poderia diminuir em duas chibatadas diárias a quota deste serviçal que bolou a hashtag #paitrocinio.

    Poderia, também, acrescer em um punhado a ração diária.

    Deixo um fraternal abraço a todos os pais bem nascidos, como nós, deste país!

  5. Dercy Biar
    25 de julho de 2018 at 1:05

    Professor,

    Eu não gostei do seu texto e nem sei se deveria lhe pedir esta explicação, mas em todo caso vou perguntar para não perder meu tempo de ter vindo até aqui:

    O que vem a ser “cosméticos veganos”?

    Seriam cremes suavizantes para as batatas das pernas ou loções adstringentes para as maçãs do rosto?

    • Professor Hariovaldo
      25 de julho de 2018 at 7:11

      São certamente Poções sem nenhum ingrediente de origem animal, mas isso não tem importância, o importante é ter trezentos mil.

      Eu sou trezentos, sou trezentos-e-cincoenta,

      As sensações renascem de si mesmas sem repouso,

      Ôh espelhos, ôh! Pireneus! ôh caiçaras!

      si um deus morrer, irei no Piauí buscar outro!

      Abraço no meu leito as milhores palavras,

      E os suspiros que dou são violinos alheios;

      Eu piso a terra como quem descobre a furto

      Nas esquinas, nos taxis, nas camarinhas seus próprios beijos!

      Eu sou trezentos, sou trezentos-e-cincoenta,

      mas um dia afinal eu toparei comigo…

      Tenhamos paciência, andorinhas curtas,

      Só o esquecimento é que condensa,

      E então minha alma servirá de abrigo.

      • Dercy Biar
        25 de julho de 2018 at 11:26

        Eu insulto o burguês! O burguês-níquel,

        o burguês-burguês!

        A digestão bem feita de São Paulo!

        O homem-curva! o homem-nádegas!

        O homem que sendo francês, brasileiro, italiano,

        é sempre um cauteloso pouco-a-pouco!

        Eu insulto as aristocracias cautelosas!

        Os barões lampeões! os condes Joões! os duques zurros!

        que vivem dentro de muros sem pulos;

        e gemem sangues de alguns milreis fracos

        para dizerem que as filhas da senhora falam o francês

        e tocam o “Printemps” com as unhas!

        Eu insulto o burguês-funesto!

        O indigesto feijão com toucinho, dono das tradições!

        Fora os que algarismam os amanhãs!

        Olha a vida dos nossos setembros!

        Fará Sol? Choverá? Arlequinal!

        Mas à chuva dos rosais

        o êxtase fará sempre Sol!

        Morte à gordura!

        Morte às adiposidades cerebrais!

        Morte ao burguês-mensal!

        ao burguês-cinema! ao burguês-tílburi!

        Padaria Suissa! Morte viva ao Adriano!

        “– Ai, filha, que te darei pelos teus anos?

        – Um colar… – Conto e quinhentos!!!

        Mas nós morremos de fome!”

        ………………….

        Come! Come-te a ti mesmo, oh! gelatina pasma!

        Oh! purée de batatas morais!

        Oh! cabelos nas ventas! oh! carecas!

        Ódio aos temperamentos regulares!

        Ódio aos relógios musculares! Morte e infâmia!

        Ódio à soma! Ódio aos secos e molhados!

        Ódio aos sem desfalecimentos nem arrependimentos,

        sempiternamente as mesmices convencionais!

        De mãos nas costas! Marco eu o compasso! Eia!

        Dois a dois! Primeira posição! Marcha!

        Todos para a Central do meu rancor inebriante!

        Ódio e insulto! Ódio e raiva! Ódio e mais ódio!

        Morte ao burguês de giôlhos

        cheirando religião e que não crê em Deus!

        Ódio vermelho! Ódio fecundo! Ódio cíclico!

        Ódio fundamento, sem perdão!

        Fora! Fú! Fora o bom burguês!…

      • maria josé dozza subtil
        4 de agosto de 2018 at 10:17

        Você é o cara. Com todo o respeito e sem nenhuma alusão ao molusco. Por favor.

  6. Heidi Maria
    24 de julho de 2018 at 14:58

    Mestre,

    Hitler era vegano e então entendo pq coxinha segue essa linha.

  7. Duque Castillo d'Albuquerque
    24 de julho de 2018 at 14:12

    A iniciativa privada deve vir primeiramente da vida privada, da vida privada de dificuldades financeiras, da vida privada do transporte público, da vida privada de escolas públicas, e finalmente deve vir da vida privada falta de bens e Benz, uma música para enaltecer a abertura do negócio.
    https://www.youtube.com/watch?v=a23tUvHw64E

  8. Carvalho
    23 de julho de 2018 at 15:40

    A sagacidade dos   coxinhas   jovens deste nosso esplendoroso Bananal vai muito longe mesmo, catapultada pela perspicácia   da imprensa golpista nacional   deles próprios, é claro.

    Trata-se de uma capacidade de captação de recursos de fazer inveja aos gerentes do banquinho da Dona Neca e também o grande poder de empreendedorismo que nos revela esta menininha.

    Alvíssaras, baby!

  9. Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
    23 de julho de 2018 at 14:19

    Excelente artigo nobre confrade, isso nos mostra que qualquer um pode vencer na vida através de esforço individual, ou seja pela meritocracia. Chega de esmolas estatais para a ralé preguiçosa e indigente que assola a nação canarinho. Conseguir um empréstimo de 300 mil reais é a coisa mais fácil do mundo. Você pode pedir emprestado para seus vizinhos, vendendo alguns pertences seus e pronto. Basta se esforçar bastante. Já o nosso amável deputado Jair Bolsonazista digo Bolsonaro merece ter todas as regalias e mordomias em sua vida já que ele é um homem bom da pátria e saudosista da ditadura digo digo do regime militar democrático e portanto defensor da família tradicional cristã. Não importa se está há quase trinta anos sem fazer nada na política só mamando nas tetas do estado e empregando seus familiares lá dentro para juntos viverem na mais completa ociosidade. Homem branco vem sempre em primeiro lugar, depois a gentalha. 😉 😉

  10. Torquemada Democrático
    23 de julho de 2018 at 1:05

    Que belo exemplo!
    Como não tenho nem R$ 10.000,00, vou sugerir à minha filha que peça R$ 300.000,00 emprestados aos meus vizinhos e assim possa empreender seu próprio negócio.
    Obrigado pela ideia, sábio prof. Hari!
    Se o Sr. não desse essa dica ela continuaria trabalhando no banco como caixa e não teria chances de ser uma empresária de sucesso.
    Agora, com os R$ 300.000,00 que os meus vizinhos irão emprestar a ela ficaremos ricos.

  11. José Vicente de Magalhães
    22 de julho de 2018 at 15:04

    Nobilíssimo, nobilérrimo e grande incentivador do negócio próprio, Professor Almeida Prado.
    Vejo que vossa excelsa sabedoria com esta postagem acertou em cheio num ninho de Fabrícios. Pois este ser estranho que tem andado arredio destas paragens, arribou agora em bandos.
    Aqui em Jacuipe temos vários casos iguais ao que motivou sua oportuna postagem, mas a maioria são de investimentos de 200 000 a 250 000 em carros importados para que os rebentos possam correr atrás do que é bom porque geralmente esse negócio de investir em trabalho dá muito trabalho. Essa moça da reportagem certamente não tem casa em Jacuipe nem tampouco é baiana porque senão investiria esse dinheirinho numas férias em Aspen que é muito mais charmoso. Outra dificuldade seria arranjar clientes porque esse tal de vegano ninguém sabe o que é e eu mesmo não vou ao dicionário porque dá uma trabalheira…. Uma coisa nós temos em comum que é o nosso pendor ultradireitista que certamente mudará para melhor a perspectiva sócio econômica Brazil deste país começando com a proibição do destilação de diesel de gasolina neste rincão sul americano porque afinal os combustíveis do norte são muito melhores. E por aí vai porque vou jogar dominó.

  12. revenger
    22 de julho de 2018 at 12:54

    Parabéns por mais um briliante texcto. A meninoita abriu o próprio negócio e a petralhada fica com inveja.

    Eu, como ela, agredicto na meritocracia. Vejam Mishellzinho por exemplo: tão precoce já foi inserido no negócio (ops) do mercado imobiliário. (Ainda existe o jogo banco imobiliário, pro Mishellzinho ficar treinando?)

    Aliás, pra abrir seu próprio negócio não há necessidade de se gastar hum aloísio (na cotação de 2016, trezentos mil). No caso da mãe da moça, ela abriu o negócio e do negócio resultou a própria.

    • revenger
      22 de julho de 2018 at 12:57

      Mostra que o caminho pra hum Brazil que nós queremos, é não apostar na iniciativa pública. Devemos apostar na privada.

      • Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
        23 de julho de 2018 at 14:24

        Nós já estamos chafurdados em uma privada cheia de fezes que o Senhor Michel Temer nos jogou. E a privada tende a ficar ainda mais cheia de m…. caso o Jairzinho Nazi ganhe a eleição.

  13. ton amado
    22 de julho de 2018 at 9:10

    Desculpe professor. Minha mensagem foi enviada três vezes e como nome diferente do meu. Sou Ton Amado professor de Educação Moral e Cívica. Para legitimar minha procedência enviei CIC e RG via in box. Obrigado e desculpas.

    • Professor Hariovaldo
      22 de julho de 2018 at 9:12

      Apagarei as outras então

  14. ton amado
    22 de julho de 2018 at 8:46

    Sou professor de Educação Moral e Civica e admito que este texto do Prof. Hariovaldo valem mais que 100 aulas minhas sobre a referida matéria. A moça em questão retratada pelo professor é um exemplo a ser seguido por nossa juventude (infelizmente do meu filho não posso dizer o mesmo, já que o mesmo acha que o Estado tem de ser indutor da economia e, alem do mais, trata bem a própria mulher) aquela que não desiste, que é brasileira e que canta nosso hino compungida pelo sentimento de brasilidade varonil. Embora sinta que o país está confuso, peço a todos que se sensibilizaram com texto do professor que não abandonem Temer ou quem ele indicar nas próximas eleições. Pois Temer tem nas veias o empreendedorismo de que se valeu a jovem e voluntariosa menina cujo nome nos foi negado mas que pode ser reconhecida pela argola à mostra. Parabéns, professor. Serei seu fiel seguidor.

    • Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
      23 de julho de 2018 at 14:28

      Ton Amado, sinto muito por seu filho ter se deixado doutrinar por professores comunistas e subversivos que sonham em implantar uma ditadura comunista nesse país. Precisamos cada vez mais incentivar o escola sem partido para que nossos filhos fiquem livres da influência nefasta e tóxica dos maiores inimigos da família cristã e conservadora! 😉 😉

  15. Virmondes Campos Júnior
    22 de julho de 2018 at 2:26

    O pequeno empréstimo de hum Aloyso.já foi pago?

  16. Kaline
    22 de julho de 2018 at 0:01

    KKKKKKKKKKKK PESSOAL FALTOU NA AULA DE INTERPRETAÇÃO! NAO ENTENDEM O QUE É SACARMO E IRONIA! POR ISSO O BRASIL NAO VAI PARA FRENTE!
    TEXTO GENIAL!

    • revenger
      22 de julho de 2018 at 12:40

      Cara, caríssima Kaline. Sarcasmo r ironia não fazem parte do diccionário dos frequentadores de tão disticto síctio (ausente de pedalinhos, diga-se de passagem). Somos pessoas sérias, homens bons e de benz que primamos pelos bons costumes, diferenciados das gentalhas dos bolsa isso, bolsa aquilo outro.

      O douto professor doutor Hariovaldo sempre nos brinda com textos genialíssimos.

      • Vivi
        22 de julho de 2018 at 14:23

        Caro Revenger… mas este é um país que vai pra frente… e como! (ops… e sem comer!).

        https://www.youtube.com/watch?v=9RYDAE9W6RM

        • revenger
          22 de julho de 2018 at 14:41

          Alemães comunistas!

        • A Mulher do Saco
          22 de julho de 2018 at 17:03

          Pra frente do abismo. Mas, que importa? Temos jatinho.

        • 7 de agosto de 2018 at 8:11

          Bom dia. Vivi, amável compã de luta Vivi, íssima. Soube-se que o Professor Hari, O Valdo, está naquela Rede Antissocial infestada de bolivarianos. Mal ousei lá comentar algo, haja vista o predomínio do povo Maduro, mas, de qualquer sorte, é um bálsamo encontrar vossa pessoa aqui.

          Saudações “Lula, Exemplo de Mobilidade Social; #LulaLivre, digo, deos nos livre”.

      • Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
        23 de julho de 2018 at 14:30

        Esse espaço é reservado aos homens bons da pátria que lutam diariamente com todas as forças contra o comunismo ateu que afronta a moral e os bons costumes. 😉

  17. General Olympio Mourão Bisneto
    21 de julho de 2018 at 21:56

    Que exemplo nobre dessa jovem, enquanto muitos perdem tempo buscando recursos junto a bancos públicos e à burocracia estatal, ela não teve temores de recorrer à sua própria família para alcançar seus objetivos e realizar seus sonhos. Mais uma mostra de que a livre iniciativa privada é a única alavanca para salvar esta república bananífera.

    • 21 de julho de 2018 at 23:03

      É de tamanho absurdo ver essa matéria, ao comparar o padrão social dessa empreendedora com a realidade discrepante da maioria dos Brasileiros.

  18. F. Stiffprick
    21 de julho de 2018 at 20:37

    É isso aí, professor! Prossiga no combate ao combate ao comunismo ateu e na defesa da tradicional família brazileira!

  19. Heidi Maria
    21 de julho de 2018 at 20:33

    Mestre,

    Bolsa familia é pra pobre e petista, coxinha recebe bolsa herança tucana e magister recebe bolsa moradia. Na outra encadernação quero ser burguesa e bestial.

  20. Angela
    21 de julho de 2018 at 18:19

    Vergonhoso, vergonhoso….e quem escreveu é professor? Acredito que essa pessoa que se intitula professor não vive no Brasil e nunca passou qualquer necessidade na vida. Vangloriar dizendo que essa jovem é melhor que outros jovens… porque tem oportunidade de conseguir “míseros” 300.000 de empréstimo com familiares para começar a empreender….chega ser piada de mau gosto! Comecei a ler o artigo pensando que era algo incentivador….senti apenas pena.

    • Torquemada Democrático
      23 de julho de 2018 at 1:25

      Querida Angela, este site é ironia pura.
      Ainda não percebestes?
      É só pra enganar coxinhas desavisados.

    • Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
      23 de julho de 2018 at 14:32

      Angela, o Hariovaldo tira sarro dos coxinhas e dos conservadores. Essa página é uma sátira aos idiotas da extrema direita.

  21. Newton
    21 de julho de 2018 at 17:44

    É muito fácil chamar os outros de preguiçosos que dependem do ProUni e dizer que os jovens não aproveitam a oportunidade quando se tem 300.000 disponível pra gastar, quero ver ela começar como muitos aí sem um tostão no bolso é só com a cara e a coragem.

    • oswaldo
      22 de julho de 2018 at 14:37

      é sarcasmooooo!

    • Sir Müller
      20 de agosto de 2018 at 14:46

      Ninguém começa um bom negócio somente com ia cara e a coragem/i.

      Vossa Senhoria terá que dispor de, no mínimo, R$ 300.000,00 e não de ium tostão/i.

      Aqui neste sacrossanto espaço cibernético, todos os frequentadores dispõem de tão irrisório montante e se não for este o vosso caso, não mais frequente este nosso ambiente e vá se informar nos blogs sujos e comunistas que borbulham por aí.

      Há uma relação deles no canto superior direito da página deste síctio.

      Passe bem!

  22. Mulher do Saco
    21 de julho de 2018 at 17:04

    Vem cá, e esses cosméticos veganos já vêm com agrotóxicos ou tenho que pagar por fora pelos repelentes?

  23. revenger
    21 de julho de 2018 at 16:27

    Deveriam haver mais empreendedores, assim como essa mocinha da foto. Como a mãe dela também. Que abriu o negócio próprio e, através desse negócio surgiu a moçoila.

    • Carpintaria Pó de Serra
      22 de julho de 2018 at 6:53

      Bem lembrado, Revenger. No caso da matriarca, deu no que deu, então acho que vale o conselho : “Deu vontade de abrir o negócio próprio, evite divulgar, tem sempre um cara de pau querendo entrar.”.

      • revenger
        22 de julho de 2018 at 13:01

        kkk

    • Beto
      24 de julho de 2018 at 12:14

      O pai da Florisbela era um negociante
      Tinha um negocio importante morreu e deixou pra ela
      Mas como bela não conhece de negócio
      Ta procurando um sócio para o negócio dela
      Mas só quer sócio que também tenha negócio
      Que o negócio do sócio seja maior que o dela
      Cuidado bela pra não arranjar um sócio
      Que estrague o seu negocio
      Não caia nessa esparrela

      O negocio de Bela não é grande nem pequeno
      É um negocio mais ou menos entre secos e molhado
      Mas como Bela não conhece de negocio
      Enquanto não tem sócio seu negocio esta fechado
      Ela botou um anuncio no diário
      Procurando um milionário que tenha muita cautela
      Um milionário que também tenha negocio
      Porque ela quer um sócio que abra o negocio dela

      https://youtu.be/a23tUvHw64E

    • Sir Müller
      20 de agosto de 2018 at 14:50

      Assim como ela e como a mãe dela também.

      O pai eu dispenso.

  24. Pedro
    21 de julho de 2018 at 15:37

    Cara qualquer pessoa no mínimo de consciência fazeria a mesma coisa mas não é qualquer um que ganha 300.000 pra realizar seu sonho, nisso vocês estão errados

  25. Denis Carvalho Dantas
    21 de julho de 2018 at 14:49

    Esta pessoa só quer causar escrever tanta besteira.

  26. Danilo
    21 de julho de 2018 at 13:48

    Professor, há tantas asneiras escritas em seu texto que dá para perder a conta. Como alguém consegue pegar um nobre exemplo de empreendedorismo e usá-lo tal erradamente? O que quer dizer com “brasileiros perdem tempo com a vida nas favelas”? Creio que o professor não tem ideia do que seja uma favela e a razão pela qual a maioria das pessoas está lá. Como consegue ver fies e ProUni como esmolas? Será que alguma vez na vida você já teve pelo menos uma leve dificuldade para pagar os estudos? Como você consegue dissociar empreendedorismo de um curso universitário? Se realmente entende as coisas da maneira como escreveu, provavelmente não é um professor. Ou então está na profissão errada.

    • ton amado
      23 de julho de 2018 at 11:43

      Se seus pais ou avôs não se esforçaram o suficiente claro que não terão míseros 300 mil para você iniciar um negócio. Saiba Danilo que os ditados estão fundeados na realidade, peço que cole um cartaz no seu quarto: “Quem madruga, Deus ajuda”.
      Veja o exemplo do meu avô: aos 5 anos já vendia laranja na feira; depois comprou um pequeno sitio no interior e começou a plantar laranjas. Hoje exporta suco para os EUA. Ele sempre foi um exemplo para mim. E não é porque sou filho único e vou herdar o negócio dele. É porque ele me ensinou que é de menino que se torce o pepino. Acho que você deveria levar mais a sério os ditados populares, pois eles o ajudarão a dar um salto na vida. Se há crise, Danilo, trabalhe em dobro. E boa sorte. Pois quem planta, colhe. Este é o conselho que, como professor de Educação Moral e Civica, deixo pra voce. Temos de ser solidários um com o outro, mesmo porque “uma mão lava a outra”.

    • Roger
      24 de agosto de 2018 at 17:49

      Estás a dizer doideiras, é?

      Pretendes prophanar a imacullada imagem do nosso glorioso Prophessor Doutor Hariovaldo Prado?

      Pois, se tu não sabes ainda, inphormar-lhe-ei que ele nunca teve nem mesmo uma “leve diphiculdade” para concluir o seu (dele) doutorado em Cambridge.

      O Prophessor Doutor Hariovaldo de Almeida Prado nasceu entre os bons e cresceu como um homem de bens, longe da massa ignara, indolente e morena que não consegue se sustentar sozinha..

      O Prophessor Doutor Hariovaldo Prado é o líder de uma enorme irmandade∴ espalhada por este imenso Bananal, que diuturnamente combate o comunismo ateu e atua energicamente na dephesa da phamília cristã.

      Anauê!

  27. Messias
    21 de julho de 2018 at 13:40

    …”pequeno” empréstimo de R$300.000… Parabéns meu amigo.. No seu “mundo dos negócios” existe muita oportunidade pros brasileiros… Sou Eng.Civil formado há 4 anos por uma federal e procurando primeiro emprego até hoje.. Se eu tivesse a mesma oportunidade de conseguir esse pequeno empréstimo com certeza seria um empreendedor pra dar exemplo.. igual da sua “reportagem/opinião”..

  28. Jakeline
    21 de julho de 2018 at 13:37

    O palhaço que escreveu essa reportagem deve ter facilidade para ter 300.000 reais né e deve viver em outro Brasil que eu não conheço. É tão hipócrita que cita o Prouni como um meio de jovem indolente viver sustentado pelo pai ou pelo governo, vou te dizer uma coisa, eu tenho Prouni, faço Direito e me formo esse ano,se Deus quiser e não é pra ser sustentada por ninguém não,é pra ser uma pessoa e profissional melhor que você…

    • oswaldo
      22 de julho de 2018 at 14:39

      é sarcasmo do começo ao fim da reportagem rsrsrs

    • Torquemada Democrático
      23 de julho de 2018 at 3:13

      Que reportagem???
      Isso aqui é ironia pura!!!
      Quem fez disso uma “reportagem” foi o UOL porra!!
      Se liga mané!!!

    • Orgasmo de Cavalo Astrólogo geriátrico
      23 de julho de 2018 at 14:35

      Essa página é uma sátira aos reacionários e aos coxinhas Jakeline. O Hariovaldo é o mestre do sarcasmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  29. Mares Penna
    21 de julho de 2018 at 13:28

    Nobre Mestre,
    será que os filhos desempregados, dos juízes e procuradores,
    precisarão desse reforço de RS 300.000,000 dos seus pais,
    ou a bolsa de R$ 7.000 mensais será suficiente
    para torná-los empreendedores independentes?
    Tenho certas dúvidas!

    • revenger
      21 de julho de 2018 at 16:25

      Bem lembrado, nobile colega. Assim como Michelzinho que, com 8 anos já é um sucesso no ramo imobiliário.

  30. Rossana Kurscheidt
    21 de julho de 2018 at 12:46

    Nunca vi tanto absurdo num único texto! Ri -- di -cu -- lo!

    A internet da voz a ignorância. Lamentável.

  31. 21 de julho de 2018 at 12:43

    uai e bom quando tem o dinheiro ne aí é muito fácil .
    acho q ter dinheiro seria uma opção de montar o próprio negócio,muitos jovens gostaria de ter uma pai avó p lhe empresta um dinheiro e investir.

  32. Joao
    21 de julho de 2018 at 11:59

    Admirável mesmo….mas dizer “pequeno empréstimo” de $300 mil…

  33. Douglas
    21 de julho de 2018 at 11:29

    Bela atitude dela, empreender e sim o melhor meio de conseguir ter a boa rentabilidade, viver bem e gerar emprego!
    Mais a questão é…?
    E todo mundo que consegue um empréstimo de 300.000 ? Ainda mais de parentes?

  34. Gi
    21 de julho de 2018 at 11:15

    Meu Deus! Que começo de matéria é essa! Socorro.

  35. Andre Wulf
    21 de julho de 2018 at 11:13

    Oi, voltando para a realidade do Brasil, como os nossos jovens podem empreender sem capital? Afinal 90% deles não podem recorrer a um empréstimo de 300mil com os familiares, enquanto em bancos seria preciso apresentar um bom histórico financeiro do negócio pra conseguir um empréstimo que talvez nem bancasse as necessidades da empresa.

  36. Cassia
    21 de julho de 2018 at 11:07

    Lástima, é uma matéria ridícula desta..”com um pequeno empréstimo de 300.000,00″ hahahahah faça-me o favor!!!

  37. jovem esforçado
    21 de julho de 2018 at 10:34

    Apenas 300.000? E onde que um jovem brasileiro normal vai conseguir 300.000 para começar qualquer negócio, seu babaca almodadinha? Enfia sua opinião no cu da sua mãe, seu filho da puta!

    • ton amado
      23 de julho de 2018 at 15:43

      jovem esforçao
      Este sítio do Professor Almeida, e falo como porta-voz dele, sente-se constrangido em abrigar termos de baixo calao e impropriedades como as proferidas pelo senhor.
      Se não tem argumentos para combater o bom combate vá deblaterar com os companheiros acostumados a ver o sangue subir quando o Jabaquara entra em campo. Aqui temos asseio e compostura, usamos talheres e papel higiênico, alem do que a grande maioria dos leitores e comentaristas que usufruem da sabedoria do Professor em apreço sabem o que é um filet a proive e leram Marcelino de Carvalho.

      • Joseph Ruella
        24 de julho de 2018 at 13:27

        Não é desta forma que se trata um Fabrício.

        Aliás, esta postagem acertou em cheio um ninho de Fabrícios.

        Eles sabem qual é o melhor caminho para seguirem, porém é o caminho do mal, o qual nós, homens de bens (muitos), nunca trilharemos, pois trata-se do caminho que leva ao comunismo ateu.

        Redi post me, satanas!

        .

  38. Samanta
    21 de julho de 2018 at 10:31

    Para pessoas brancas que sempre estiveram em berço de ouro, abrir do zero com dinheiro de papai é simples, agora se individar com bancos, ir atrás de investidores anjos isso seria empreendimento.

  39. Neto neto
    21 de julho de 2018 at 9:34

    Caindo aqui por acaso e me deparo com texto extremamente radical cheio de agressividade e pobre em conteúdo… Uma pena!!

    300 mil de empréstimo vindo de familiares…? Como se fosse fácil para qualquer um ter tamanho incentivo…

    Procure ser menos parcial ao escrever novamente e ao criticar a juventude com “frases pré prontas”

  40. José Ricardo
    21 de julho de 2018 at 9:08

    Eu também quero esses 300 mil do avô dela, me passa o telefone dele

    • A mulher do saco
      22 de julho de 2018 at 17:08

      José Ricardo, se ele também for vegano, não vai adiantar nada você oferecer sua carne pro velho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.